sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Simples assim.

Autor: Laércio Lins


As verdadeiras coisas simples são sofisticadas, tem gente que confunde simplicidade com feito de qualquer maneira ou sem qualidade. Um exemplo de simplicidade é o perfume de uma flor, quase imperceptível, no entanto, está na flor, pronto pra ser percebido e sentido.
Tem prato mais simples que feijão com arroz bem branquinho? Gosto dos dois no prato, sem misturar, acompanhados de rodinhas de tomate e alface, nem me lembro de carne, além de simples e nutritivo, é difícil encontrar este prato em restaurantes. Quando vou visitar minha mãe, ligo antes e ela faz como ninguém.
Gosto das manhãs. Acordar cedinho e ver o mundo acordando é impagável. Gosto de músicas cuja harmonia me faz bem. Os clássicos populares ou eruditos tem harmonia quase natural, certo dia ouvi um artista dizer: “Minha música já existia, apenas tive o privilégio de descobrir.”
No quesito música não ligo pra modismo, música é alimento pra alma, a alma precisa de certos acordes como o corpo precisa de vitaminas e proteínas e o coração precisa de ritmo.
Não gosto de Emy Winehouse, nada contra, é apenas questão de gosto. Ela pode ser talentosa e está na moda no Brasil, mas, sua música não me toca, vejo-a como um bichinho no jardim zoológico e milhões de pessoas na expectativa de sua próxima estripulia se sentindo obrigados a gostar pra estar antenados com as “novidades e tendências.” Esta semana uma atriz da Rede Globo falou que adora estas “artistas americanas,” a moça é inglesa.
Gosto da agressividade do rock em alguns momentos, em outros da suavidade da música clássica ou das variações de quaisquer outros estilos. Gosto de pipoca, filme que saiu de cartaz, livros de linguagem simples, dançar, fazer caretas no espelho, brincar de esconde e aparece atrás de uma coluna com minha sobrinha de cinco anos. Gosto de vinho como alimento, não apenas como bebida alcoólica. Gosto do marketing que mostra qualidades, não do marketing que inventa qualidades. Caminhar na praia final de tarde com direito a água de coco depois. As coisas simples não são necessariamente caras, na maioria das vezes custam muito menos valem.

2 comentários:

  1. Essa é uma grande verdade. (...) coisas simples são sofisticadas(...).

    ResponderExcluir
  2. Valeu amigo!!! Obrigado pelo comentário. Um abraço

    ResponderExcluir